Infertilidade masculina e feminina

Quando a gravidez tarda em chegar, mesmo depois de já algum tempo ter deixado os métodos de contracepção, é preciso verificar o que se passa. A Infertilidade masculina e feminina não é comum, mas pode existir e afeta muitos casais.

Confira alguns dos problemas que um casal poderá encontrar quando não consegue engravidar.

Problemas femininos para engravidar:

Poderá existir uma infertilidade temporária ou permanente, geralmente a mulher que não utiliza nenhum tipo de contracepção pode demorar engravidar até 12 meses. O casal só é considerado infértil quando após dois anos de tentativas para engravidar, não possui nenhum resultado satisfatório.

No caso da mulher, deverá fazer-se uma consulta médica, onde para além da presença de determinados sintomas, irão ser feitos exames hormonais e ainda ultrassonografia pélvica para a confirmação do diagnóstico, ou não de infertilidade. Os principais problemas relacionados com a impossibilidade de engravidar na mulher são: os ovários policísticos, cisto de ovário e endometriose.

Problemas masculinos para engravidar:

problemas da infertilidade masculina e feminina

O problema pode ser no homem

Quando o problema é do homem…

Atualmente, cerca da metade dos casos de infertilidade do casal, o responsável é o homem. O primeiro exame solicitado por um urologista é o espermograma, no qual se faz uma análise completa sobre a amostra do sêmen. O exame é simples, porém, é de grande importância por revelar a qualidade, quantidade e a mobilidade dos espermatozoides.

No homem o problema de não poder gerar um filho pode estar ligado a:

Recomendação de tratamento para engravidar rápido e naturalmente: Acesse Aqui

  • Baixa concentração de espermatozoide: a diminuição pode resultar do stress, utilização de substâncias (maconha, cocaína e nicotina) e idade avançada. Sendo a obesidade também apontada como um fator de risco para a qualidade e quantidade de esperma;
  • Varicocele: é um dos problemas mais comuns da infertilidade do homem, cerca de 40% dos casos. No qual ocorre uma queda gradativa na produção de espermatozoides e diminuição do volume dos testículos. O tratamento deste tipo de infertilidade é simples, faz-se com uma cirurgia e em 80% dos casos é bem sucedido;
  • Diminuição na mobilidade de espermatozoide: este problema resulta de infecções, como varicocele ou problema genético. Isso afeta a capacidade dos espermatozoides caminharem até o óvulo. Nem todos os casos podem tratar-se este problema de infertilidade;
  • Falência testicular: este problema é causado por caxumba, uso de anabolizantes e quimioterapia, no qual há redução da quantidade de espermatozoides ou então, fraca presença na ejaculação. Poderá ser realizada através de um procedimento cirúrgico;
  • Bloqueio dos dutos ejaculatórios: quando os canais que têm a finalidade de levar os espermatozoides dos testículos para a uretra estão bloqueados pela vasectomia, ocorre ausência do esperma no sêmen. O processo pode ser revertido e em 70% dos casos elimina-se o problema de infertilidade.

Faça os exames

Seja qual for seu caso, não entre em desespero, não faça disso um drama, certamente será apenas uma questão de tempo, contudo será conveniente realizar alguns exames para identificar o eventual problema de infertilidade e que conduzam aos tratamentos específicos que o levam à tão desejada gravidez. E note-se que o problema de não conseguir engravidar não é apenas da mulher, mas também do seu companheiro. Uma vez que a infertilidade existe, tanto devido a problemas femininos como masculinos, em engravidar.

Leave a Reply